sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Missa Pés no chão todo dia 21 e São Sebastião Santa Inês



Hoje dia 21 Pés no chão
4 anos caminhando rumo  a construção da casa paroquial /21/01/2011
Interessante a dinâmica do Pe. João dar férias para as férias
Obrigada.



Hoje se cumpre mais uma etapa da construção da casa paroquial, foi batida a 2 laje, casa esta que o Pe . João sempre coloca em evidência, casa da Igreja para abrigar os Padres que por aqui passarem, e hoje as 08 da manhã celebrando a missa pés no chão e também dia de Santa Inês, e bem no dia 21, pela intercessão de Nosso Senhor Jesus Cristo de Nossa Senhora de Santo Expedito  e de todos os Santos , e por cada Ave- Maria que é rezada por você pela casa, pela campanha pés no chão que angaria verbas para a construção, onde pessoas que moram na mesma rua da casa paroquial se sentiram tocadas a colaborar, e nem professamos a mesma fé, mas o fazem com tanto carinho desejosos de var a casa pronta e arrumada como gostaríamos de ver a nossa própria casa, 
Hoje comemoramos Santa Inês 
Também nesta data - N. S. da Consolação, Santo Epifânio, Santo Afrânio

O canto de entrada começou com este refrão
da musica Bem vindo- Bem vinda
que a Ministra Elza fez com muito carinho para esta celebração dia 21
Na Homilía de hoje Pe. João exaltava quando  aplicamos a justiça de Deus, quando do  martírio de cada dia, encontramos um  tesouro, viver na justiça de Deus,  na palavra de Deus, começo de  ano, 21 dias, completamos hoje  participamos da vida de igreja e começar  dar uma polida na nossa jóia de dentro, viver a palavra de Deus,celebrando  Santa Inês  quer dizer  Santa Inês foi um tesouro  na vida da Igreja.

Também já se tornou  tradição trazer os pães no dia 21 para serem benzidos

Benção dos pães
Bom Deus ao benzer estes pães buscamos o alimento que necessitamos o pão e  pedimos a Deus para os que não tem o pão de cada dia  e que estes pães possam lembrar o pão da palavra , Santo Antonio viveu a palavra de Deus e anunciou a palavra aos irmãos e a todos os que queriam ouvir
Pe. João
Constância que comemora hoje 81 anos de vida, muitos deles dedicados a nossa Paróquia, obrigada Constância Deus a abençoe.


 Uma  centenária tradição, Bento XVI benzer no dia de  hoje dois cordeiros brancos na memória litúrgica de Santa Inês. Um dos cordeiros vai enfeitado com flores brancas, símbolo da virgindade da Santa, e outro com flores vermelhas, símbolo do seu martírio.
Santa Inês, cujo nome latino (Agnes) se associa à palavra em Latim para cordeiro (agnus), está enterrada na basílica a ela dedicada, na Via Nomentana em Roma, e é para lá que são levados os cordeiros após a bênção papal.
A lã dos animais será empregue na confecção dos pálios (faixa de lã branca com seis cruzes pretas de seda) que são envergados pelo Papa e os Arcebispos Metropolitanos nas suas Igrejas e nas da sua Província eclesiástica. Trata-se de uma insígnia litúrgica de “honra e jurisdição” que é abençoada pelo Papa na solenidade de São Pedro e São Paulo, a 29 de Junho.
Santa Inês é a mais famosa de todas as virgens e mártires dos primeiros tempos do cristianismo. Viveu por volta de 304-306. Com a idade de treze anos, recebeu uma proposta de casamento por parte do filho do prefeito de Roma, apaixonado por sua beleza, mas ela recusou.
Conta a história que, por vingança, Santa Inês foi condenada à fogueira. E o povo acrescenta que o fogo não tocou nem mesmo os seus longos e belos cabelos.
O Papa São Dâmaso escreveu sobre Santa Inês, exaltando-lhe as virtudes e propondo-a como modelo para as jovens cristãs de todos tempos.







20 de janeiro comemora-se São Sebastião

São Sebastião interceda com seu poder junto a população do Rio de Janeiro, conforte os que perderam tudo, os que perderam a família inteira, os que estão desolados com tamanha tragédia, invocamos  o Seu Santo Nome São Sebastião , padroeiro do Rio de janeiro em favor de toda a sofrida população do Rio de Janeiro. Amém.

Pertencente a uma família cristã, foi batizado ainda pequenino. Mais tarde, tomou a decisão de engajar-se nas fileiras romanas e chegou a ser considerado uns dos oficiais prediletos do Imperador Diocleciano. Contudo, nunca deixou de ser um cristão convicto e protetor ativo dos cristãos. Ele fazia tudo para ajudar os irmãos na fé, procurando revelar o Deus verdadeiro aos soldados e prisioneiros. Secretamente, Sebastião conseguir converter muitos pagãos ao cristianismo. Denunciado foi convocado a se apresentar diante do Imperador Diocleciano, que se considerou traído. Sebastião não negou sua fé e foi sentenciado a morrer executado por flechadas. Após a ordem ser executada, Sebastião foi dado como morto e abandonado, entretanto, quanto uma senhora cristã foi até o local à noite, pretendendo doar-lhe um túmulo digno, encontrou-o  vivo. Levou-o para casa e tratou de suas feridas até vê-lo curado. Depois, cumprindo o que lhe vinha da alma, ele mesmo se apresentou ao imperador anunciando o poder de Cristo e censurando-o pelas injustiças cometidas contras os cristãos. Diocleciano novamente o condenou a morte, desta vez com pauladas e boladas de chumbo, sendo açoitado até a morte, no dia 20 de janeiro de 288.

Um comentário:

ASINETE disse...

Parabens Margarete o blog esta cada dia melhor, que Deus continue te iluminando para que outros tambem compartilhe e possa encontrar Deus em suas vidas, bjs

Asinete